Textos

SOBRE O SCIFAIKU, por Fábio R
SOBRE O SCIFAIKU
Por Fábio R. (nostalgic_70@yahoo.com.br)



O Scifaiku, existe desde 1995 nos EUA, o nome foi batizado por Tom Brinck abaixo, a tradução do manifesto original.


O MANIFESTO DO SCIFAIKU


SciFaiku é uma distinta e poderosa forma de divulgação para a "ficção cientifíca". Comporta toda a percepção humana, tecnológica e todo prognostico de futuro em algumas poucas e ferinas linhas.

SciFaiku é um haikai e não é um haikai.

É um direcionamento da inspiração e por muitos dos princípios do haikai,
mas que flui em seu próprio caminho. Desvia, expande e liberta-se do haiku. O que é SciFaiku?

Adota a forma internacional e contemporânea do haiku. Um poema de 3 linhas contendo 17 silabas poéticas.

O mote é a ficção científica. Atenta para o imediatismo da  expressão e a beleza da simplicidade. Exemplo representativo:


Asteroids collide
without a sound...
We maneuver between fragments

(asteróides colidem
Silenciosamente...
Nós manobramos entre fragmentos)


Transitoriedade

Apesar de o SciFaiku ser uma abertura para a experimentação e a flexibilização dentro do conjunto de regras próprias, que no entanto representa a inspiração do haikai.

Assim como no haikai, um poeta esforça-se para capturar um noção de transitória - para capturar um momento, e fazer com que os leitores se sintam como um elemento da cena.

Esta transitoriedade pode ser obtida incorporando palavras que afetam diretamente os sentidos - sons, cheiros, visões...

Em um esforço para direcionar e se expressar, o Scifaiku
escapa dos conceitos abstratos e metafóricos e descreve,de preferência
uma filosofia.Deixando as conclusões para a imaginação do leitor:

Digging up an ancient city,
finding the print
of a tennis shoe.

(escavação sobre uma cidade antiga
descobre a impressão
de um tênis)


Minimalismo

Como o haikai, o SciFaiku, procura uma expressão sintetizada.


É minimalista e elegante. A forma padrão é de 17 silabas,
esta é forma usual, mas não precisa ser seguida à risca.


Mais de 17 sílabas são permitidas, se bem usadas. Menos sílabas ou menos linhas são apropriadas se o poema ainda apresenta com sucesso uma mensagem:

Naked
he sees she isn't human


(nua
ela vê que não é humana)



Ficção Científica


O haikai tradicional é sobre a natureza. SciFaiku é sobre ficção científica. É necessário que não contenha elementos da natureza, de qualquer maneira.

O haikai tradicional contém um termo da estação (kigo) - uma palavra que evoca uma estação do ano, como "neve" evoca "inverno" ou "tulipas" lembram "primavera". Scifaiku frequentemente contém uma palavra "científica"
que evoca uma tecnologia ou um cenário de ficção científica: palavras
como "espaço", genética, robôs ou laser. Todo poema precisa claramente se referir a conceitos de ficção científica ou observações destes, e isto possivelmente é o que faz desafiador o SciFaiku.

Termos técnicos frequentemente contém muitas silabas, como "teletransporte", "alienígenas" ou "supernova". Isto soma-se ao desafio de manter o poema conciso, desde que deixam poucas silabas disponíveis para completar o poema.

Uma palavra desafiadora é "biofeedback" (método de tratamento de fobias e de depressão, através do controle de processos físicos diversos
com aparelhagem eletrônica).


with biofeedback
to heal the burns:
I flip a burger, nonchalant


(com biofeedback
para curar as queimaduras:
Eu tosto um hamburger, despreocupadamente)


Algumas adequações podem ser feitas para  ajustar este desafio:


- É aceitável romper com o limite de 17 silabas, especialmente quando o assunto agrega claramente um complexo termo técnico ("transfiguração" já contém 5 silabas), de qualquer forma isto deveria ser evitado.

- Procure uma alternativa para uma palavra longa.
Ex: "droid" ao invés de "robot", mas não faça um deformação
da especificidade do poema.

- Às vezes Scifaikus podem ser escritos em série.

O primeiro pode aos poucos definir um conceito de sci-fic, que pode ser retomado pelos subsequentes.  No entanto, cada poema deve preservar uma certa independência.


Percepção humana


Possivelmente um dos mais instigantes aspectos da sci-fic é como ela fomenta um profundo discernimento da condição humana, frequentemente quando o assunto é "computadores" ou "alienígenas".


Não restringindo por si mesmo no que é plausível, scifaku permite uma exploração dos pensamentos e sentimentos contidos num poema


(Tom Brinck)


Outros exemplos:


time travel is forbbiden
but kids
do it anyway


(viajar no tempo é proibido
mas crianças
fazem do mesmo jeito)


Eva Eridsson

----

sping shower
my best friend
rust

(banho de primavera
meu melhor amigo
enferruja)

Greg Pass

---

Pilgm's station
this android
washing my feet


(parada de peregrinos
este andróide
lavando meus pés)


Summer Day
the shell of cryochamber
sweating

(dia de verão
a casca da câmara criogênica
suando)


Tom Brinck

---

Mais informações em:


The Science Fiction Poetry Association - www.sfpoetry.com

The Scifaiku Official Webpage - www.scifaiku.com

Yahoo Groups-Scifaiku

Scifaiku-subscribe@yahoogroups.com

http://www.recantodasletras.com.br/forum/index.php?topic=4536.0

---

**The Scifaiku Manifesto (1996) - original escrito e divulgado por Tom Brinck.
*Está é uma tradução feita com o consentimento do autor original.
Poetrix
Enviado por Poetrix em 21/06/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fábio R, Movimento Internacional Poetrix). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários