Textos

BERLINDA 27: DESABRIGADO, por Dreyf
O que é a BERLINDA? A Berlinda é um exercício de prática e crítica poetríxtica realizado no grupo virtual LITERATRIX (para participar do grupo é só enviar um e-mail para
literatrix-subscribe@yahoogrupos.com.br).

Nele, é apresentado o poetrix de um autor ao grupo, sem identificação de autoria (anônimo). A partir daí, os integrantes do grupo podem expressar livremente – mas com ética e argumentos – a sua opinião sobre aquele poetrix. Ao final de um período pré-determinado é revelado o nome do autor do poetrix berlindado, que tem direito a fazer os seus comentários.

Berlinda 27 - DESABRIGADO (Agosto/2009)
  
Desabrigado

(Dreyf)

em gotas do tempo
a vida chove...
o peito estalicídia



COMENTÁRIO DO AUTOR:

Meu agradecimentos aos que participaram da Berlinda 27!
Para o autor, é sempre enriquecedora a experiência de conhecer a percepção de quem o lê, principalmente quando o leitor são outros e bons autores, como os deste grupo.
Com o poetrix: Desabrigado, pretendi falar da vida. A vida que chove sobre todos nós, e para qual não se tem abrigo para o desaguar das gotas do tempo (dia após dia). Para uns como tempestade, para outros fina garoa, mas sempre chuva, que a tudo fecunda, enquanto no peito o coração bate em um gotejar ritmado e contínuo, como que num ESTILICÍDIO (gotejar) sobre o telhado..
No terceiro verso, ESTILICÍDIO (ou ESTALICÍDIO, ambos corretos e com o mesmo significado), é empregado como verbo (embora não o seja), indicando ser (dentro do peito) o coração a bater, dia-a-dia, ora rápido, ora lento, no ritmo da vida que deságua sobre cada um de nós.
Muito mais pelo pouco emprego que pela forma (no poetrix utilizado como verbo), estalicídia (ou estilicídio) deu margem a diversas interpretações, diversas aplicações que, num geral, não se afastaram das emoções e sentimentos que se vive, na individualidade e intensidade com que cada qual sente a “chuva de vida”.
Para mim foi excelente ter aprendido e apreendido com as críticas enviadas.
  Meu muito obrigado e um abraço a todos!
  Dreyf
  
  
BERLINDA 27: DESABRIGADO – Comentários e Críticas enviadas
ROSA PENA
Não tenho como comentar por desconhecer a palavra estalicídia.
Se não sei o que é não tem como sentir.
Eu fui  procurar no dicionário e não achei.  Se é licença poética, voei nessa.
O autor(a) me perdoe a sinceridade e quem sabe até a minha ignorância por desconhecer o vocábulo.
... Obrigada pelo esclarecimento. Agora sabendo do que se trata e lendo com seus olhos gostei.
beijos
..............
ANDRA VALADARES
  
Eu também nunca havia escutado ou lido essa palavra "estalicídia" antes. Mas consegui encontrá-la no dicionário.
Para quem quiser saber, o significado da palavra "estalicídia" (o mesmo que "estilicídio"), segundo o Dicionário Aurélio é: 1. gotejar um líquido. 2. a queda da chuva dos beirais do telhado. 3 . Fluxo aquoso do nariz: coriza, defluxo.

Desvendado o mistério da palavra acima mencionada, achei que o palavratrix é uma construção muito bonita sobre a velhice, quando a pessoa se encontra "desabrigada", com o peito apertado, vendo o tempo escoar incessante e sem poder fazer nada quanto a isso.

Realmente achei muito bonito o poetrix, contudo, para quem não sabe o significado da palavra "estalicídia", que certamente será a esmagadora maioria dos leitores o poetrix será ininteligível.

Parabéns ao(à) autor(a)!

...............
  
LILI POETA
  
Lindo poetrix... será que entendi direito ?
Imaginei uma caverna, as gotas tornam o meu peito endurecido e com o passar do tempo, se partem, desabrigando meu coração.
VIajei para dentro de uma linda caverna em Cordisburgo/MG Na Gruta de Maquiné, cheia de estalactites e estagmides (?)
Meu coração daquela vez, disparou ao ver tão belo espetáculo.
Esse poetrix me lembrou, de cara, a nossa aventura dentro da belíssima Gruta de Maquiné.
Só por isso, já valeu a leitura do POETRIX.
  
VOU REFAZER MEU COMENTÁRIO
Penso que tudo vale a pena... a ideia é essa: impactar, causar susto e
até mesmo, causar dúvida como foi o caso da Rosa.
Eu nem sabia direito o significado da palavra, nem fui procurar no dicionário.
Mas lembrei das estalactites na hora em que li.
Eu não gosto de ler os comentários dos colegas ATÉ que eu faça o meu
próprio comentário, mas depois eu leio todos, porque gosto de compará-los
com o meu. Na minha opinião modestíssima, eu penso que TUDO deve
ficar como está e NEOLOGISMOS devem ser parte integrante do POETRIX.
EU GOSTO !!!!

..............
  
ISRAEL DOS SANTOS
  
Peculiar o emprego do verbo, no terceiro verso, mas complementa muito bem o texto, que me pareceu esplêndido.
Se fosse eu o autor, economizaria os artigos, tanto os masculinos quanto o feminino; dispensáveis, essa omissão realçaria ainda mais o espírito do poetrix..
  
Parabenizo o autor pela inspiração.
  
............
  
FÁBIO R.
  
Vamos para mais uma berlinda,
seguindo a busca pelo significado de "estalicidia", encontrei além do estilicídio (já mencionado pela kathleen), o verbo estilicidar

estilicidar vtd (estilicídio+ar) neol Cair em gotas.

fonte:http://www.dicionarioweb.com.br/estilicidar.html

Tomando por base esse sentido, creio que o poetrix está um pouco redundante,(gotas+chove+"estilicida").

Uma sugestão seria omitir "chove"

em gotas do tempo
a vida
o(ou no) peito estilicida

ou dar outra volta em:

em gotas do tempo,
vida no peito
estala ácidia


ácidia
s.f. Medicina Indiferença, abatimento, torpor, depressão. (Var.: acédia.)
(fonte dicinarioweb e dicionario de lingua pt-francisco da silveira bueno)

Thats all folks!

...............
  
LILIAN MAIAL
  
Bem, eu andei pesquisando (e adoro isso, pq aprendo algo novo) e encontrei "estilicídio" - uma situação jurídica, no Art. 1365º do Código Civil:

(Estilicídio)

1. O proprietário deve edificar de modo que a beira do telhado ou outra cobertura não goteje sobre o prédio vizinho, deixando um intervalo mínimo de cinco decímetros entre o prédio e a beira, se de outro modo não puder evitá-lo.

2. Constituída por qualquer título a servidão de estilicídio, o proprietário do prédio serviente não pode levantar edifício ou construção que impeça o escoamento das águas, devendo realizar as obras necessárias para que o escoamento se faça sobre o seu prédio, sem prejuízo para o prédio dominante."
  
Com essa definição, que achei bárbara, o poetrix assumiu um outro enfoque, principalmente se estilicídio foi usado como verbo, então seria "estalicidia", sem o acento, deixando a palavra paroxítona, e não proparoxítona. Se assim for, o poetrix está brilhante!
Aliás, já o achei brilhante nos dois primeiros versos.
Parabenizo o(a) autor(a),
  
............
  
DJALMA FILHO
  
só um toque, um comentário breve:
o poetrix é razoável. Dá seu recado, diz para que veio.
o seu único pecado é não haver uma interligação de ideias entre o tempo, a vida e o peito.
acho que é isso.
parabéns ao autor ou autora
  
...............
  
OSWALDO MARTINS
  
Não consegui entender o poetrix. Branco total ou há algo de muito singular no dito?

................
  
KSH
  
Vou admitir que o autor não está incomunicável e teria oportunidade de corrigir qualquer erro de digitação na versão apresentada.
Com isso evito criticar //Desabrigado//em gatas do templo/a vida chove.../o peito estalicídia ou outras versões mais ou menos imaginativas do poetrix apresentado :)
  
Não fossem os vários comentários anteriores e a palavra 'estalicídia' seria suficiente para me desinteressar do poetrix, sem saber mesmo se por ignorância ou falta de cultura. Não vejo problema no uso, em si, da palavra. Ao escolher as palavras, o autor está a seleccionar a audiência. O mesmo acontece com o idioma em que escreve ou as referencias culturais que usa. Por exemplo, o belo palavratrix //CÉSAR CIELO//À/fama/nado seria totalmente impenetrável para mim, pois o feito do jovem nadador não foi noticiado em Portugal.
  
Vim a descobrir que a palavra estalicídia, descodificada pela Andra, está relacionada com gotejar ou queda da chuva dos beirais do telhado. Eu esperava que aí estivesse a chave para a beleza do poetrix, mas fiquei desapontado, pois a palavra nada de novo acrescentou ao que já estava escrito. Então já não encontrei mais interesse em procurar significado para o poetrix. Respondo a um poetrix como a uma piada: se não faz rir logo, não há explicação que valha.
  
Fico na dúvida se o autor quis escrever um poetrix ou explorar a minha ignorância.
  
................
  
MARTHA
  Já eu, gostei muito dessa imagem poética, o desabrigo, o desamparo, condição indissociãvel à vida, a nossa submissão ao tempo, tudo isso na umidade melancólica das gotas, da chuva. Não senti necessidade de saber o que significa estalicídia, que é uma palavra sonora, com personalidade, porque associei as estalagmites e estalactites e senti logo em meu peito as gotas da vida cristalizadas
Poetrix
Enviado por Poetrix em 12/08/2009
Alterado em 22/08/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Movimento Internacional Poetrix). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários