ACADEMIA POETRIX
O mínimo é o máximo.
Capa Meu Diário Textos E-books Fotos Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Meu Diário
19/10/2007 17h13
MIP ganha logomarca
O Movimento Internacional Poetrix já tem sua logomarca. Resultado de um concurso aberto a todos os interessados, a proposta vencedora foi a apresentada por Lílian Maial, que também é Coodenadora MIP no Rio de Janeiro. A Comissão Julgadora considerou:

a) O minimalismo: com apenas três traços e três triângulos, Lílian Maial conseguiu evidenciar a sigla MIP de uma forma perfeitamente inteligível;
b) O número 3: na imagem vemos seis traços, em dois grupos de três; três triângulos, forma geométrica que possui três lados. Isso se alinha a proposta tripartite do poetrix: um máximo de 30 sílabas dispostas em uma estrofe de três versos;
c) A contemporaneidade: os traços horizontais remetem a um código de barras, símbolo máximo da sociedade de consumo da transição século 20 para 21, período de surgimento e expansão do MIP. O poetrix é a forma literária de maior dinamismo, amigável, sintética, minimalista, breve, características próprias da Era Digital.
Publicado por Academia Poetrix
em 19/10/2007 às 17h13
 
24/07/2007 19h42
Poetrix publicados por aí
Dois poetrixtas do MIP foram publicados no jornal O Capital, número 157, de Aracaju, da nossa amiga Ilma Fontes:

solitário amor

toco-me
e, em transe,
te executo

(aila magalhães)


eu corto
tu cortas
o deserto brota

(José de Sousa Xavier)


e o poeta José Inácio Vieira de Melo lançou, dia 21/07/07, seu quarto livro de poesias - A Infância do Centauro - publicando o poetrix:

A CHAVE

No âmago de tudo o que sentes...
Mas não adianta me perguntar,
eu também estou procurando...
Publicado por Academia Poetrix
em 24/07/2007 às 19h42
 
04/05/2007 17h55
Novos livros de Oswaldo Martins
Acabo de receber quatro livros publicados pelo bólido literário Oswaldo Martins. O maior divulgador do Poetrix na Bahia - e um dos maiores do Brasil - que merece justamente a alcunha de Arautrix: o Arauto do Poetrix! Mas nem só de poetrix vive o escritor. Destes novos livros, publicados com seus próprios recursos, dois são de poetrix: EROTRIX, com 500 poetrix eróticos; POETRIX, segunda edição, já com mais de mil exemplares vendidos (ambos com a divulgação do MIP na capa); DESABAFO EM VERSOS (poemas rimados) e A CAÇADA MATINAL, contos, crônicas e causos, que obteve o segundo lugar no Prêmio Murilo Rubião, da Editora Alma, MG, 2000.

Com participação em inúmeras antologias e premiado em diversos concursos, Oswaldo segue a sua trajetória, externando em prosa e verso a sua inexaurível fonte de inspiração. Parabéns e muito sucesso!

Pedidos e contatos com o autor: omartins1@uol.com.br
Publicado por Academia Poetrix
em 04/05/2007 às 17h55
 
25/04/2007 20h54
Novo Videotrix
Por engenho e arte de Murillo Falangola, chega mais um VIDEOTRIX. O inventor do Grafitrix arrebentou de novo, e dessa vez animou o meu A$$ALARIADO. Vejam em:

http://www.youtube.com/watch?v=lCO3HLqKV34
Publicado por Academia Poetrix
em 25/04/2007 às 20h54
 
20/03/2007 22h18
TERCETOS DE DRUMMOND
A expressão POETRIX surgiu no final do milênio passado, mas a forma poética em tercetos não é nova. Apresentamos, abaixo, uma seleção de tercetos de Carlos Drummond de Andrade, publicados no livro AMAR SE APRENDE AMANDO, de 1985:


MINIVERSOS

Tudo tem limite
exceto
o amor de Brigitte.

Tevê colorida
fará azul-rósea
a cor da vida?

Última atração na areia
do Leme:
a tiro, mata-se a baleia.

7 anos de idade.
Muro de Berlim
é eternidade.

Biafra: a guerra come
a safra
de sua própria fome.

Separatismo espanhol:
lado do escuro,
lado do sol.

Quem papa a pílula
poupa parto, papinhas,
porém perde parúsia.

Se o Papa ganha a Parada
você me garante
que a Amazônia será povoada?

Às doenças mortais
junta-se outra mais:
transparente.

Estruturas: afinal
serão reformadas
com soldo integral?

Bruxuleia o ciro votivo
a Nossa Senhora
do Facultativo.

O pintor a meu lado
reclama:
Quando serei falsificado?

A moda cigana
é passada a limpo
na Limpeza Urbana?

Cautela: em agosto
não vire o rosto
ao rei da vela.

No festival da canção
fica abafadinho
o ai da inflação.

A reforma universitária
prevê o curso
da reforma universitária.

O censor olhou-se
no espelho e censurou-o:
Que horror!


Carlos Drummond de Andrade in Amar se Aprende Amando
Publicado por Academia Poetrix
em 20/03/2007 às 22h18
Página 12 de 14
« 11 12 13 14
VISITANTES:
contador gratuito
Capa Meu Diário Textos E-books Fotos Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links